(11) 3545-7780 Sugestão de Pauta: guia@borala.com.br
Cadê a Gabi ?

#VoltaAoMundo — Uma rota inesperada pelo Camboja

Após uma aventura na Tailândia, por que não fazer uma visita ao vizinho?

#VoltaAoMundo — Uma rota inesperada pelo Camboja | boralá
#VoltaAoMundo — Uma rota inesperada pelo Camboja | boralá
#VoltaAoMundo — Uma rota inesperada pelo Camboja | boralá
#VoltaAoMundo — Uma rota inesperada pelo Camboja | boralá
#VoltaAoMundo — Uma rota inesperada pelo Camboja | boralá
967views

Hey galerinha que gosta de viajar 🌎

HOJE TEM PAÍS NOVO CHEGANDO NA AREAAAA, e que país é esse? 

Bem, depois da Tailândia decidi que ia pro Camboja (oja, o-oja, vamo pro Camboja) hahaha.

Mas sabe a funny thing disso? O Camboja não tava nos meus planos originais, mas como é super colado na Tailândia, não tem como não dar um pulinho lá: nem que seja pelo menos em Siem Reap 😝

Deixei a Tailândia em pleno Sogkran (já tava ate de saco cheio da guerrinha de água, aí fui pro Camboja pensando: pô, grazadeush não vou mais ver isso, AMEMMMMM). Mas aí vocês sabem o que aconteceu quando cheguei em Siem Reap? No país eles também celebram o ano novo com essa tradição da água, só que com nome diferente: Kemer year 🤦🏽‍♀️então quando cheguei lá a cidade tava a mesma bagaceira: terra de ninguém, zona do cabaré hahaha 

Aí mia gente, é o famoso você não pode fazer nada, relaxa e goza 😂

De Bangkok pra Siem Reap fui de bus,  são umas 8h e o ônibus super baratex. O visto pra entrar no país custa 40dólares (na verdade é 30, mas eles te cobram 10 dólares pra fazer tudo pra você, você só entrega o passaporte) eu tava taaaaaaao de ressaca, tava um calor de 90 desertos do Saara na fronteira, que não tinha como não pagar esses 10 a mais 🤷🏼‍♀️

Siem Reap: é uma cidade pequena onde a principal atração são as ruínas do Angkor Wat. Peguei o ingresso de 1 dia apenas (que é mais que suficiente e caríssimo, digamos de passagem) e me programei pra assistir o sunrise de dentro do Angkor. Foi meu primeiro sunrise da viagem, eu tava super empolgada… Mas se tem uma coisa que você não controla amiguxinhos, são as leis da natureza. O sunrise foi assim… meio tímido, meia-boca, o local tava lotadooo, mas me concentrei na mágica do lugar e pensei: porra, tô do outro do mundo, olha isso mermão! Aí foi só alegria 😁

 

Fiz todo o tour do templo com o fotógrafo que conheci em Siem Reap (ou seja tive um dia de modelo!) falando nisso, thanks Ryan for the amazing shots (I already told you, you make magic w a camera 💙).

Então foi isso: em Siem Reap devo ter passado uns 3 dias, dos quais me dividi entre beber cerveja de 50 cents de dólar (que era horrível, mas mto barata então tá valendo), ir no Angkor Wat e relaxar na pool do meu Hostel (que apesar de ter piscina, era mtoooo barato). 👌🏾😉

Só que aí eu eu tava sentindo uma falta de praia/mar/biquíni muito grande sabeeeee. Aí colhi umas infos com uns amigos e decidi ir pra Koh Rong island, peguei o busu e me mandei pra lá! E pra minha surpresa, foi a primeira vez que vi um sleeper bus onde você tem sua caminha mas atenção: você dividi o espaço com alguém! Hahaha e é sempre uma loteria, imagina dividir o espaço com alguém que você nunca viu na vida e ainda mais passar a noite com a pessoa, quase de conchinha 😰 PODE SER UMA CILADA BINO 🚨🚨🚨 mas para a minha alegria, quem tinha comprado a poltrona (caminha) do lado da minha era uma cambojinha, fofa e super kindness 😍💙

Koh Rong island: é uma ilha LINDAAAAAA não percam esse lugar se tiverem de viagem pelo Sudeste asiático! Bem pequetita, de um mar de azul claro, tão claro, mas tão claro, que parecia listerine hahahaha.

E foi em Koh Rong que tive uma das melhores experiências da minha vida: nadar com plânctons! Foi assim: você paga um tour e o passeio acontece à noite, você vai de barco pra alto mar e lá eles apagam todas as luzes… você fica numa escuridão total, no meio do mar. Eles te dão o aparato pra fazer snorkeling e quando você começa a nadar, começa a ver tudo brilhar… MANO DO CEU! Me senti num filme da Disney, na hora que a fada madrinha encontra a Cinderela e começa a fazer ela brilhar… porque quanto mais você se mexe, mais os plânctons brilham (e um segredo: se você fizer xixi, você atrai eles pra você! Aí me urinei todinha né! Hahaha). Experiência nota um milhão!!!!!

Em Koh Rong rolam varias festinhas, não cheguei a ir em nenhuma, porque tava mais de rehab por lá… até porque depois de Koh Rong segui pra Sianknoville, mas só pra tirar o visto e ir pro meu próximo destino, que JÁ VOU SOLTAR UM SPOILER AQUI: é o meu segundo país favorito de toda a viagem!!!! AI QUE SAUDADE PAI AMADO!

Mas assim, curiosidades sobre o Camboja: é um país pequeno, de gente sofrida, de crianças amáveis, tudo por lá é em dólar (DOIDEIRA NÉ? D O L A R), e que tem uma história pesada, por causa do genocídio que aconteceu na época do Kemer Ruge. Não cheguei a ir na capital Pe Nom, mas lá existe um lugar chamado killing field, que é o local onde a maioria dos massacres aconteceu. Quem vai fala que a energia do local é intensa e super pesada, infelizmente não tive tempo pra dar uma passada lá 😞

Gosto de entender a cultura do país e visitar esses tipos de locais, mas… dessa vez não deu. 

Quem quiser saber um pouco mais sobre a história do Camboja, tem um filme muito bom que retrata como foi esse período de sangue no país: “First they killed my father”. Eu super recomendo, já assisti e me senti super emocionada 😢

Beeeeem galeuraaaaa essa foi minha experiência no Camboja, que assim, eu gostei bastante. Não me senti muito conectada com o país, mas valeu demais minha visita!

E jaja to de volta com país novo pra contar pra vocesssss 🙂 

PS: nesse exato minuto to na região da Toscana, na Itália numa boa piscina, com visu pras plantações de uvas e olivas! OLHA OZUMILHADO SENDO EXALTADOXXXXX ☀️🦋

Hahaha beijocas um milhão lindezas vejo vocês em breve 💙


Comenta aí! Para comentar você tem que estar logado no facebook.
Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

DEIXE SEU COMENTÁRIO


Leave a Response